GOVERNO PLANEJA EXPANDIR PROGRAMA DE ATENDIMENTO ÀS CRIANÇAS DEPOIS DA ESCOLA
VoltaEscola

O governo japonês vai expandir o programa de atendimento às crianças depois da escola a fim de liberar mão-de-obra feminina para o mercado de trabalho, informou a imprensa local. Cerca de 300 mil crianças do ensino fundamental serão beneficiadas com a medida, principalmente naquelas famílias onde ambos os pais precisam trabalham fora.

Muitos alunos do ensino fundamental saem da escola entre 14h e 15h e permanecem em casa sozinhas até a chegada dos pais por volta das 18h ou 19h. Grande parte das mães japonesas evitam trabalhar para que possam estar em casa e receber seus filhos de volta das aulas. Como em algumas famílias é impossível o casal deixar de trabalhar, as crianças são atendidas em centros de infância espalhados por todo o país, até os pais retornarem para casa. No entanto, o número de crianças na fila de espera para serem recebidas por esses centros é de cerca de 400 mil.

Segundo dados do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social do Japão, em 2013, existiam 21 mil centros de infância atendendo cerca de 889 mil crianças. O que o governo quer é atender mais 300 mil crianças a fim de liberar as mães para o mercado de trabalho. Além disso, o governo também planeja aumentar o número de creches.

A política de facilitação da entrada das mulheres no mercado de trabalho japonês é defendida, principalmente, por setores avessos a implementação de uma política imigratória, que permita o acesso ao país de novos trabalhadores estrangeiros.

コメントを残す

メールアドレスが公開されることはありません。